Compre aqui seu exemplar de "Oratório da moça que sente saudade"



Oratório da moça que sente saudade, além de uma homenagem para minha mãe, Alcineide Almeida (in memoriam), é também uma colaboração para o Movimento de Combate ao Câncer de Petrolina (MCC) que atende mais de mil pacientes na região do Vale do São Francisco. O livro custa R$ 20,00 e pode ser comprado por depósito ou transferência bancária com frete a ser cobrado.

Você pode adquirir o livro pelo sistema de venda on-line realizando o depósito ou transferência na conta referida abaixo, do valor do livro + valor do frete (R$ 5,00). O prazo para envio respeitará o limite de entrega dos Correios e logo o livro será encaminhado ao endereço do comprador.


Conta corrente para depósito ou transferência:

Jaquelyne de Almeida Costa
Banco do Brasil
Agência - 0963-6
Conta corrente - 53407-2

Por favor, assim que efetivar a operação, envie o comprovante para jaquelynecosta.jornalismo@gmail.com, com o seu nome e endereço completo de entrega, incluindo o CEP. Para pedir dedicatórias ou ainda saber mais informações pode entrar em contato com o endereço de e-mail citado acima! Será um prazer lhe responder!!


Importante!
Quem comprar o livro por aqui receberá um código de rastreamento dos Correios para acompanhar o envio e status do pedido. 

Nenhum comentário:

Eu sei, mas não devia

Eu sei, mas não devia
"A gente se acostuma para não se ralar na aspereza, para preservar a pele. Se acostuma para evitar feridas, sangramentos, para esquivar-se de faca e baioneta, para poupar o peito. A gente se acostuma para poupar a vida. Que aos poucos se gasta, e que, gasta de tanto acostumar, se perde de si mesma." (Trecho da crônica - Eu sei, mas não devia - Marina Colasanti)

Selo Veja Blog - JaqueSou

Jaquesou Jornalista

Jaquesou Jornalista
Clique na imagem e acesse a FENAJ